Body Shop: Um especialista com custo zero para as empresas CWBEM

 

O nome pode confundir com alguma prática esportiva ou modelo de roupa, mas o body shop foi criado para ajudar na saúde administrativa das companhias. Criado no universo da TI, body shop significa alocação de profissionais extremamente qualificados em tarefas específicas. Na prática, é a terceirização de um profissional em posições estratégicas na estrutura administrativa de qualquer empresa com foco maior para o departamento financeiro, de compras, de análise de qualidade e compliance:

“As empresas garantem um colaborador com muito conhecimento, é mão-de-obra especializada para uma determinada tarefa ou algum projeto com o mínimo de custo” explica Renato Pádua, executivo de contas da CWBem, reforçando que a alocação de profissionais acontece por um tempo pré-fixado e que a empresa  não tem vínculo empregatício com o especialista alocado. O cliente apenas determina quais são os requisitos técnicos necessários para cada projeto.

Chegar e trabalhar
A maior vantagem do body shop é o custo zero com treinamentos desde o momento da contratação do serviço. Ter um funcionário especialista alocado na empresa – sem precisar treinar  – traz economia no tempo e consequentemente, dinheiro:

“Estamos falando de uma solução imediata, quando não há tempo para capacitação. Precisamos considerar que contratar alguém nos moldes tradicionais precisaria passar pelo processo seletivo que demanda tempo e encargos trabalhistas, entrando nesta conta a admissão, a manutenção, o treinamento e o desligamento do profissional após o fim do projeto, por exemplo. O body shop tira essa obrigação do departamento de Recursos Humanos da empresa”, completa Renato.

Outsourcing ou Body Shop?
Por mais parecido que seja, o body shop é uma prática bem distinta do  outsourcing e vale a explicação. Outsourcing é sinônimo de terceirização da atividade, ou seja, um setor como de encaixotamento de produtos de qualquer indústria pode ser terceirizado como um todo, dimensionando o trabalho – diferente do body shop que é, como já explicado, a alocação de profissionais para trabalhos pontuais. 

 

Outsourcing, body shop, bodyshop, alocação de profisisonais, alocação de mão de obra, projetos especiais, projetos em empresas, cwbem, cwbem projetos especiais, trabalho, soluções em terceirização terceirização, terceirizado, mão-de-obra especializada, como ter mão de obra terceirizada, empresa terceirizada, projeto terceirizado, profissional terceirizado.