Backoffice: O que é e quem é responsável CWBEM

 

De todas as soluções terceirizadas que uma empresa pode se beneficiar, o backoffice é uma das melhores e mais conhecidas. Estamos falando do conjunto de funções e atividades que acontecem sem que a empresa contratante do serviço tenha algum problema. Pode ser a manutenção de máquinas, o setor financeiro, a logística de entrega ou mesmo o setor de marketing – ou seja, funções que não estão relacionadas diretamente com a produção e comercialização de produtos e serviços principais.

Para muitos empresários, no entanto, o backoffice ainda desperta algumas dúvidas. A manutenção destas atividades não essenciais acontece de que forma?  Será que eu preciso contratar direto na minha folha de pagamento? Quem ficará responsável por toda a burocracia?

Para compreender o que é, de fato, o backoffice, o Coordenador Comercial da CWBem, Renato Pádua, explica como funciona este tipo de operação:

“Este termo pode ser traduzido como retaguarda e, é importante em qualquer atividade que movimenta mercadorias ou preste serviços. É como um suporte oficial, com profissionais envolvidos na linha de frente (front office) que são imprescindíveis para continuidade das operações”.

Uma produção de componentes eletrônicos precisa focar em criar materiais e não tem tempo nem expertise para cuidar da manutenção das máquinas,  muito menos de como será a entrega do produto final: “É esse serviço que o backoffice cuida. Desta maneira, fica fácil manter a linha de produção sem se preocupar com pormenores” explica Renato.

Preocupação zero
Mais do que ter uma equipe de profissionais cuidando de atividades complementares, o backoffice representa comodidade na manutenção e evita paradas de produção – pois a substituição de mão de obra acontece rapidamente. Isso só é possível pois todo o processo de recrutamento e seleção, bem como a parte burocrática dos papéis de contratação, não são de responsabilidade da empresa, e sim da terceirizada:

“Todo o backoffice se reporta à terceirizada. Em uma produção industrial,  as atividades são listadas e relatadas para esta terceirizada, por exemplo. O backoffice também serve para terceirizar departamentos financeiros e neste caso, é reportado pagamentos efetuados, notas fiscais emitidas, identificação de recebimentos, prestação de contas e afins. Quem gere essas funções é a terceirizada, que faz a avaliação do cenário para desenhar a melhor solução. É uma dor de cabeça a menos” completa Renato.